Contradições

13 de mai de 2010



O amor em contradições

Ontem eu estava eufórica, alegre, buscando novas coisas, fiz o dia render. Hoje o dia não rende, um tédio só, até quero fazer algo, mas me falta vontade. Minha cabeça não para de pensar, isso me da agonia. Sim estou com uma grande dúvida, meio perdida, sem saber o que fazer.

Quero gritar, falar, mas ao mesmo tempo ficar quietinha, recebendo carinho e minutos depois quero agir de alguma forma, fazer algo, mas não acho o que ai o tédio volta! Começo a ler a concentração foge de mim. Idéias devem estar bem escondidas hoje. Sonhos tenho muitos em dias assim, os pensamentos se entrelaçam e as dúvidas aumentam. Quero andar, correr, brincar, jogar, conversar, sai. Mas também quero o silencio, a calma, um papel e caneta sem interrupções...

Quero o coração acelerado de paixão, mas também o coração calmo com amor. O frio na barriga do novo, mas a tranqüilidade do que já foi conquistado. Quero dançar, mas assistir filme abraçada. Quero o romantismo ao andar de mãos dadas, mas a liberdade ao caminhar. Quero escutar "eu te amo" no meio de uma madrugada gelada, mas também quero dormir tranquila sem ter que ligar pra alguém no outro dia.

Quero encontros casuais, um beijo por noite, mas ao me deitar quero dormir de conchinha com quem amo, acordar com um bom dia e um sorriso. Quero passear no lago de madrugada com alguém que acabei de conhecer... Mas quero que ele seja meu amor pra vida inteira.

Quero um amor apaixonado, que se renove a cada dia, com surpresas e conquistas ao longo da relação, quero confiança, admiração, orgulho.
Amor com amor!

0 comentários: